Mardi Gras 2007

Tudo começou em Março de 1978 quando um grupo de pessoas resolveu marcar o Dia Internacional de Solidariedade aos Gays (criado para lembrar o Stonewall Riot) marchando ao longo da Oxford Street aqui em Sydney. Por alguma razão, a polícia decidiu não deixá-los fazer tal protesto e algumas pessoas foram presas. No ano seguinte, este grupo se reuniu e mais uma vez marcharam ao longo da Oxford Street, desta vez a polícia não meteu o bico. Foi também neste ano que o nome Mardi Gras foi adotado. Anos mais tarde, a marcha passou para fevereiro, o evento cresceu, e hoje em dia é uma das atrações de Sydney.

O evento todo dura um mês e o ponto culminante é o desfile (que está acontecendo neste momento) de fantasias, com carros alegóricos e tudo mais que um carnaval pede (só que não tem samba, ou melhor, apenas quando a ala brasileira aparece).

Este ano, a mensagem do desfile será a proteção ao meio ambiente simbolizada por um carro alegórico com uma replica da planeta terra partido ao meio (uma metade mostrando uma terra reluzente e bonita e outra mostrando-a toda acabadinha). Além disto, um bloco só de Kylie Minogues. De estrelas, o ator Rupert Everett será o líder do evento e após o desfile, Boy George será o DJ de uma das muitas festinhas que acontecerão noite adentro.

Curiosidades

  • Ser homossexual era considerado crime na Austrália até 1984 quando a lei foi abolida
  • A Austrália ainda não reconhece casamentos do mesmo sexo
  • O nome daqueles presos por participarem da passeata de 1978 foi publicado em jornal, e em seguida muitos deles perderam seus empregos por ''justa causa'' já que homossexualidade era crime.
  • Fred Nile (um ex-ministro/padre da Uniting Church of Australia e membro do partido democrata cristão) é um dos maiores opositores do evento e todo ano ele reza para que chova nesta noite (tadinho, acho que faz muito tempo que o deus dele não escuta suas preces, está uma noite maravilhosa em Sydney)
  • Este mesmo Fred Nile, pelo seus comentários estúpidos e convicções mais estúpidas ainda, acabou virando figura folclórica do evento. Já teve bloco que se fantasiou de Fred Nile (espero que este ano eles voltem)
  • A ala ultra-conservadora cristã de alguma igreja daqui sempre vai assistir ao evento com o objetivo de avisar aos participantes que "Jesus ainda os ama" (meus sais, acho que quem precisava de salvação são os próprios...).

Happy Mardi Gras!

14 comentários:

Paulo Nunes Jr disse...

Oi Ede, o Mardi Grass e' um evento muito conhecido. Legal a coragem que os primeiros tiveram e acabaram sofrendo as consequencias, mas sem eles, as coisas nao teriam mudado.

Espero que as pessoas se divirtam muito e aprendam cada vez mais a respeitarem umas as outras. Isso que importa o amor, mais nada.

Beijos.

SandraM disse...

Puxa, Paulo Nunes está certo, que as pessoas realmente aprendam cada vez mais a se respeitarem - e brincando é melhor ainda!!
Mas nunca antes tinha ouvido falar desse evento "Mardi Grass" - shame on me! Fatimando na Austrália é cultura!!

Lindinha, descobri que blogs blogspot tem um código html diferente para colocar os marcadores no sidebar. Se quiser é só me falar que te mando via email.
beijao

Claudia disse...

Ede, aqui tem uma festa perto do Halloween com desfiles.. adoro essas festas.. eles sabem como se divertir né?

Thais Corby disse...

Ede, todo mundo aqui se refere para mim ao carnaval brasileiro como Mardi Gras. Geralmente acham que o carnaval e uma festa gay,acontece o mesmo por ai?
Um beijo,
Thais

Maíra disse...

Oi! Deve ser divertidíssimo esse desfile! Coitados desses conservadores... Mas também talvez se eles não existissem nem valeria a pena ter o desfile, não é?! Hehehehe...
Bjos

Tina disse...

Oi Edelize!

Deve ser divertido mesmo. Imagino as festas. E se tiver brasileiro, sempre vai ter samba.

beijos querida e boa semana.

Ciça disse...

Eu sou Catolica Apostolica Romana e é em nome da minha fé em Deus e Nosso Senhor Jesus Cristo que tento com todas as forças do meu ser viver seu primeiro mandamento: "amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a mim mesmo". Não importa se é gay, lesbica, viado, sapatão, branco, preto... Fico puta de ainda existir esse tipo de intolerancia principalmente me nome de Deus

Cris disse...

Se, por um lado, a cultura australiana é conhecida por seu humor irreverente e quebras de paradigmas, por outro, ainda há muito conservadorismo, não? É super paradoxal.
O Mardi Gras deve ser é muito divertido!!
bjs e boa semana!
Cris

Polly disse...

Oi Edelize, muito interessante saber da origem do Mardi Gras, eu não sabia destes detalhes o que a Thaís te perguntou acontece por aqui também eles associam o nosso carnaval ao Mardi gras :)

Só hoje consegui ler seu blog, meu computador está maluco, agora as letras estão enormes, ao contrário de antes, todo desconfigurado, pelo menos assim dá p/ eu ler :) bjos

Bianca Zoca disse...

OI Edelize!
Nossa, você deixou um comentário no meu blog ano passado e eu só consegui passar agora para te agradecer...mil desculpas!
mas então, vc está na austrália há quanto tempo? trabalhas com tecnologia aí?
t+

SandraM disse...

Edelize, vim só prá te dar um beijinho especial no dia de hoje, dia internacional da Mulher.

cris disse...

Oi Edelize,
Combinadas então?? Vou adorar te encontrar -- tomar um capuccino e comer aquela torta. Que tal?
Obrigada pelas palavras motivadoras. Ajuda bastante.
bjkas,
Cris

Mirella disse...

OI
Muito legal esse post... no canada o casamento gay já é reconhecido...
bjs

Edelize disse...

Paulo é bem verdade, precisamos mais de gente assim como eles. O tema do evento todo este ano foi "Objects of Love" e a mensagem foi bem esta: respeito e amor. Beijocas.

Sandra é bem melhor protestar com festas do que violência. Coloquei o código e já está aí ao ladinho. Obrigada!

Claudia Um ótimo evento para se fotografar, só pelas cores e o glamour.

Thaís Sim, todo mundo acha que o carnaval brasileiro é a mesma coisa que o carnaval gay. Acho que um pouco esta confusão pode ser atribuída à imprensa local, que compara o evento com o do Rio (ou até maior que o do Rio!)

Maíra é mesmo, os conservadores até que adicionam um temperinho a mais ao evento.

Tina até tenho que ver se este ano os brasileiros participaram, mas acho que sim, pois falou em festa, sempre aparece um pandeiro e uns sambistas.

Ciça Bem dito, e não tem algum mandamento que diz não tomar seu santo nome em vão? Se existe, estes conservadores com estas faixas e papo furado precisam rever os princípios da religião.

Cris Humor irreverente concordo, mas o conservadorismo daqui é sufocante (mas me disseram que bem menos que na Inglaterra).

Polly Eu diria que o desfile todo é igual a metade de uma escola de samba do Rio.

Será que seu computador não está com vírus?

Bianca acho que me lembro de ter visitado seu cantinho quando fiz alguma pesquisa sobre open source. Estou aqui há 15 anos e sim, também na área de tecnologia. Apareça! Beijocas

Sandra Obrigada. Sabe que nem me lembrei que era o dia da mulher até perto do meio dia quando uma amiga me convidou para almoçar e comemorar o dia?! Tivemos um almoço gostoso, e discutimos se estaríamos ali naquele momento se não fosse pelo movimento feminista.

Cris Deal e boa sorte nos próximos meses (it will be a piece of cake, just like the one in that picture :-) )Beijocas!

Mirella Legal saber que o Canadá está a frente a respeito disto. Não vejo o mesmo acontecendo aqui enquanto o atual governo estiver no comando (o partido liberal aqui é super conservador). beijocas.

Blog Widget by LinkWithin

Stats

Clicky Web Analytics

Foi assim...