Primeiro relato, como prometido

Final de semana é a melhor coisa já inventada no mundo (humm, depois de sapatos, é claro). Começo a semana já em contagem regressiva para a sexta-feira após o expediente. E é incrível como o humor da gente se transforma com a proximidade do final de semana... Bem, acho que este seria um bom tópico para uma tese, se é que já não teve alguém que a fez. Bem, o meu final de semana ainda não acabou e por isto ainda estou feliz e sorridente. Aí vai o relatinho de como estou curtindo este final de semana.

Sexta-feira consegui sair do trabalho mais cedo que o de costume, no caminho de casa peguei o pimpolho no trabalho dele, e como eu estava morrendo de fome e sem nenhuma inspiração e paciência para cozinhar (que novidade!!!), a gente foi jantar no Sushi Bar. Por sorte, estava muito gostoso. A noite estava bem friozinha e pedindo um pijaminha e uma enrolada gostosa em baixo dos cobertores, e foi exatamente o que fiz, depois de tomar um banhote super quente (daqueles de deixar a pele vermelha, sei que não faz bem para a hidratação da pele, mas nada que uma montanha de óleo da Natura não resolva). Levei o computador para o quarto com a idéia de visitar os lugares de costume, porém os olhos se recusaram a se manter abertos. Apaguei em menos de dez minutos, e só levantei no sábado bem contrariada, pois havia marcado com uma decoradora de vir aqui em casa fazer o projeto da cozinha! Pensei que iria durar uma meia hora (para ver o quanto entendo de decoração...). Sei que a mulher ficou aqui por mais de quatro horas. É claro que não poderia ser rápido, pois o pimpolho estava junto e o seu lado artístico se manifestou em doses cavalares (coitada da decoradora...). Bem, para resumir a experiência, pimpolho e a mulher discutiram milhões de idéias, ela foi para a prancheta e saiu com o projeto da cozinha prontinho. Obviamente, senhor pimpolho colocou as mãos (literalmente) e mudou quase todo o desenho que ela havia feito. Pimpolho achou lugar para uma lavadoura de louça, e conseguiu até aproveitar um espaço considerado morto, fazendo acesso através de um cabinete do lado da sala. Fez ela refazer o projeto e adicionar mais armários, fazendo-os do piso ao teto. Por sorte a guria era calminha e se simpatizou com o pimpolho. O segundo projeto ficou de acordo com a normas de temperatura e pressão do senhor pimpolho, e foi aprovado por ele. Nesta altura do campeonato, eu já estava me controlando para não esganar um. Sem contar que no meio desta jornada toda, senhor pimpolho até veio com umas idéias de mudar a porta da cozinha, mas isto será assunto para outro blog. E pensar que os meus requisitos para uma cozinha eram apenas: cor branca e com bastante espaço para guardar meus bagulhos... Já fechamos o contrato, mas como ainda temos que fazer o teto e outras coisinhas no apê, ficou combinado de ter a cozinha instalada lá pelo final do ano ou janeiro, isto é, se o senhor pimpolho não tiver mais um rompante artístico.... Dai-me paciência!!! Porém, tenho que admitir que a cozinha ficará lindona!!!

O resto do sábado foi para dar uma abocanhada numa pizza deliciosa na David Jones (nosso almoço), fazer umas comprinhas básicas, passear no shopping, comprar um livrinho, voltar para casa achando que estava começando a ficar doente, pois estava com os olhos lacrimejando e dor nas juntas, fazer uma janta e ir dormir. Com a overdose de rabiscos que vi neste projeto da cozinha e mais o esforço de tentar traduzir todos aqueles riscos em armários em três dimensões, foi demais para o meu tico e teco.

E hoje é domingo, além de ter comprado pão-de-queijo na frutaria de Randwick os quais serão devidamente devorados dentro em breve, criei este blog e estou achando muito legal considerando o número de letrinhas que já entrei. Prometo que os próximos serão mais curtos.

PS1 - As dores na juntas e olhos lacrimejantes eram apenas um sinal de cansaço. Hoje acordei super bem.
PS2 - O pão de queijo daqui, apesar de ser uma empresa de brasileiros (acho), não é tão gostoso como o que a mãe faz, e não é nenhum pouquinho parecido com os que têm nos cafezinhos daí, e nem sequer chega aos pés do dos que têm na Casa do Pão de Queijo. Se pelo menos eu soubesse onde encontrar polvilho nesta terra, poderia até arriscar fazer em casa, mas na falta deste produto, a gente se alegra com o que há por aí....

Beijocas para todos.

2 comentários:

Curioso disse...

Tico e teco? A Bigi terá que explicar isto…

Ivy disse...

E não vão ter fotinhos por aqui?
Se prepare, reformas levam mais tempo que o programado, pelo menos aqui no Brasil... Faça o antes e o depois da cozinha, tem até um programa na tv a cabo , inclusive passou um de um povo na austrália, bem legal...
Beijinhos meu e da Michaela

Blog Widget by LinkWithin

Stats

Clicky Web Analytics

Foi assim...