Sem título, por pura preguiça

Uma preguiça enorme se apossou de mim hoje! Embora tenha feito mil coisinhas (lavado uma montanha de roupas e passado tantas mais), estou me sentindo muito preguiçosa. Sem ânimo nem para escrever aqui, mas estou fazendo uma forcinha, quem sabe assim ela vai embora.

Queria contar que fui a uma conferência só para mulheres que trabalham na área de informática. Foi legal em alguns aspectos, mas odeio eventos onde se fala de nós versus eles! Odeio esta história de como as mulheres devem se comportar num meio totalmente dominado por homens. Porque sempre nós temos que nos moldar às expectativas deste meio? Sei lá, entendo que existam diferenças na maneira em que as pessoas conduzem seus negócios, mas sou daquelas que pensa que com bom senso e profissionalismo dá para se obter sucesso em qualquer ambiente de trabalho, independente de ser homem ou mulher (é um pouco mais díficil para nós mulheres, por razões alheias às nossas capacidades, mas sou totalmente contra esta idéia de mudar a nossa maneira de ser para conquistar sucesso, não é por aí...).

A maioria dos tópicos que a palestrante abordou foi interessante, mas quase saí do auditório quando ela tocou no assunto da importância da roupa que usamos! Pra começar, se eu fosse usá-la como referência, juro que desistiria de trabalhar. A mulher estava com um blazer pink-cheguei com botões dourados super cafona! Que me perdoem, mas se isto é mostrar assertividade no mundo de negócios australiano, digamos que é muito brega. Mas, o que quase me fez sair da sala foi quando ela deixou este conselho: não deixem os biquinhos de seus seios enrijecerem num ambiente de trabalho! Aha! Então, devemos colá-los com fita adesiva? E o que fazer quando o ar condicionado de uma sala de reunião está congelando o ambiente? Não tem como dizer para eles que ali não é lugar deles darem as caras, e é melhor eles se recolherem se não quiserem ser recolhidos à força. Valha-me deus! E o pior é que depois uma senhora veio com a idéia de que deveríamos adquirir uns protetores de silicone para se colocar em cima deles. Eta sociedade conservadora! Resultado que daí para frente, não consegui me concentrar e nem levar a palestrante a sério.

Depois de um besteirol como este, nada melhor que recarregar o cérebro com coisas bonitas e interessantes. Na galeria de arte de Sydney está em exibição uma mostra de arte islâmica (The Arts of Islam). Gente, de babar de lindo! São peças oriundas da Espanha, Marrocos, Iraque, Egito, Mongólia, Índia, China, Israel datando desde século VII até o começo do século XX. De uma riqueza e beleza impressionantes. O que mais me chamou a atenção foram os manuscritos do Corão e fiquei só imaginando quanto tempo não levou para eles escreverem tudo aquilo à mão com tanto detalhe. Saí de lá renovada e encantada com tudo que vi. Enfim, como o diretor da galeria mencionou: ''The power of art can open our minds!".

E a preguiça ainda está aqui. Vou aproveitar para dormir cedo, pois a semana promete ser muito corrida com processamento de final de ano fiscal, e num ambiente computacional capenga como o do meu cliente, já estou vendo que a minha equipe estará "assoprando" cada bit para minimizar os problemas de performance que eventualmente aparecerão.

Beijocas.

21 comentários:

Divã de Noiva disse...

oILinda, passei para dar um oi, desejar uma otima semana e dizer que citei voce lá no blog. Beijos e saudades!

Cris disse...

Edelize,
A despeito da preguiça (algo que eu, juro, não conheço!), o post foi excelente. Eu também faria igualzinho a você. Depois de rir da estupidez da mulher, eu sairia de fininho e iria preencher o meu tempo com coisas mais interessantes. Incrível como o pessoal aí é conservador em muitas coisas, não? Isso é tão ambivalente na Austrália quando vc compara com outros aspectos culturais que são bem irreverentes, não acha?
beijos e boa semana.
P.S. Adorei o teu comentário no blog e fiquei imaginando vc brincando c/ as tuas bonequinhas em inglês. Eu cantava e ficava procurando o sentido das palavras no dicionário. hehe.

Eduardo disse...

Edelize, pra quem estava com preguiça vc escreveu bastante hehe.
Eu concordo com vc quando vc fala sobre homens e mulheres no trabalho. Eu penso que o sucesso ou o fracasso do profissional independe do sexo e sim de sua preparacao, experiencia, controle emocional etc. Tanto homens quanto mulheres podem desempenhar qualquer funcao em igualdade de condicoes.
Tenha uma otima semana.
Eduardo

Agridoce disse...

Detesto esse tipo de papo de diferenças entre homens e mulheres no trabalho, por mais que as vezes hajam tentativas (frustradas na minha opinião) de tentar diminuir essas diferenças, sempre há aquelas coisas de taxar quem se comporta ou aje de uma ou outra maneira e quanto mais preocupados ficamos em tentar mudar alguma coisa nessa postura, mais sem identidade ficamos.Beijão

Claudia disse...

Olha, é engraçado de um monte de mulheres falam em igualdade no trabalho e elas mesmo tratam de "se diferenciar". A sociedade corporativa é machista e muito mais em IT. E se você não faz o genero "nerd" na aparencia, parece que ainda fica mais dificil. Já fui pra uma reunião com meu chefe num cliente e o cara achou que eu era a secretária dele. Ao que meu chefe disse: eu estou aqui só acompanhando, a parte técnica, você conversa com ela. Acredito em discrição e postura profissional, não nesse papo rídiculo e conservador. E menina, você passa roupas??? Nossa, eu só faço isso em emergencias.. por aqui, nossas roupas são geralmente Wrinkle Free. Já sai da secadora prontinha pra pendurar! :)

Thais Corby disse...

Hmmmm... adoraria ver esta exposicao...!

Marcia disse...

Putz Edelize os "conselhos" dessa senhora foram demais !!!!

lulu disse...

ah, pra quem tá com preguiça vc até que fez MUITA coisa. hehehehe! porque eu, quando fico com preguiça, não faço nada, nadica de nada.
beijos

Roseane disse...

A palestrante ia reprovar a Samantha de "Sex and the City", que comprei bicos postiços para ficar mais sexy. Eh eh eh eh...

Mirella disse...

Tem dó dessas palestras, né?
Será que deveriam ter uma de como os meninos devem tratar as meninas no ambiente de trabalho onde a maioria é homem??? Fala sério, né?
Tem umas coisas que temos que ouvir...essa do biquinho do seio foi péssima... ehehehehe! Daqui a pouco vão falar que não pode ir com baton vermelho, saia e coisas do tipo, pois afinal de contas, as mulheres sempre são o pecado... oh vida! (risos...)
Vem cá o que mais vc viu na arte islamica além de azulejos, tapetes, escritos religiosos???
Quando fui para a Tunisia essa foi uma das coisas que intrigaram... os museus eram todos relacionados aos mosaicos da época romana...
Vamos nos falando!

SandraM disse...

Ede, ainda tem muitas culturas mal resolvidas sobre as diferencas - qualquer uma delas: racial, sexual, religiosa. E aí vem uns "profissionais" para colocarem mais lenha na fogueira, mas levando uma grana em cima. Tem muita palestra por aí mais prá encher linguica do que outra coisa. O duro é ter que assisti-las, tendo-se bom senso!!!
Puxa, queria ter preguica igual a sua, tao produtiva!! hehehe.

Elaine disse...

Oi Ede
Eita preguiça boa essa tua!!! Eu tô aqui com uma preguiça lascada até para ir no meu blog postar algo, pois ali deve tá até mofando de tanto tempo que não apareço rs rs, um beijão querida e ótima semana! :)

Vivi disse...

Amiga fazia tempo q não vinha por aqui, mas hj resolvi dar uma geral nos amigos e vim te ver :)

Olha, realmente não tem como nãos entir frio e os bicos dos seios ficarem duros...fala sério!!!

Estava com saudades, tô longe da blogsfera, mas não esqueço dos amigos :)
Bjokas

Polly disse...

Eu achei foi graça dos tópicos que a palestrante ressaltou, num mundo tão corrido como eles ainda acham tempo pra debater isso??

querida obrigadíssima por me oferecer de trazer os livros, quero sim, estou escolhendo lá no site, te escrevo um e-mail, tá??
bjocas.

Maíra disse...

Nossa, que ridícula essa palestra. Sou da mesma opinião que você, acho que o importante é sermos profissionais e usar do bom senso que tudo acaba dando certo, nada de nos transformarmos para concorrer com eles.
E essa exibição? deve ser o máximo! Adoro ver coisas assim diferentes.
Beijinhos e que essa preguiça vá embora!

Isabel disse...

"Evitem que seus mamilos enrijeçam durante o expediente.
Vou criar algo que eu possa patentear, exporto pra vc e ficaremos ricas. Igual nas propagandas de Polishop na TV: "Seus problemas com mamilos enrigecidos acabaram. Como o novo nipple silver tape advanced vc poe fim a esse transtorno em qualquer lugar!
Look on the bright side of life: melhor ouvir isso que ser surdo né? beijinhos pra vc!

Edge disse...

olha só os temas, e eles ainda tem coragem de chamar isso de 'congresso de informatica' :)

espero que pelo menos a viagem para Brissie tenha valido a pena.

luma disse...

Mas você equilibrou muito bem a falta de espiritualidade da palestrante indo para uma exposição desse quilate.
A pessoa se impondo com profissionalismo, não há quem não respeite! E isso independe de sexo.
Beijus, Luma

Marcio Nel Cimatti disse...

Eu que queria ter essa preguiça e escrever bem e bastante assim!!

Também espero que a viagem tenha sido legal!!

Bjo!

Tina disse...

Oi Edelize!

E eu, cheia de cansaço e preguiça, parei aqui para te dar um beijo e desejar uma linda semana.

Vou dormir (e você já deve estar trabalhando...)rs

Marilia disse...

Oi Edelize,
Adoro ler teus post. E que bom que ainda posso comentar...
Este teu post, em especial, de três anos atrás, ainda pode ser usado nos dias atuais.
Voce acredita que tem gente que se preocupa com o modo de vestir das oficialas de justiça, no Brasil, que fica nos trópicos, terra de calor e gente dada.
Pois é.
Lembrei do post que falei sobre Virginia Woolf e dos ensaios que escreveu sobre a mulher.
Impressionante que exista tanto preconceito nos tempos atuais.
E bom senso e profissionalismo é uma receita universal, muito bem colocado por você.
Beijos.

Blog Widget by LinkWithin

Stats

Clicky Web Analytics

Foi assim...