1900 - Bernardo Bertolucci

Começamos a maratona de assistir ao filme 1900 do Bernardo Bertolucci! O filme é excelente, porém é dividido em duas parte e cada uma de mais ou menos 2 horas e 40 minutos de duração. Por sorte, o filme é tão bom que a gente nem sente as horas passarem. Ontem assistimos a primeira parte que conta a história do começo do século XX na Itália, uma família bem rica, dona de uma fazendona, e os campesinos que trabalhavam para o dono desta terra. Uma discrepância muito grande mesmo. E o mais triste é que se transportarmos o filme e o cenário para os dias de hoje, vemos que nem muita coisa mudou. Pessoas continuam sendo exploradas por aqueles que se dizem donos do poder. E pensando bem, não precisa ir muito longe para ver que o tema do filme ainda é bem contemporâneo, basta ver como algumas pessoas tratam suas empregadas, com um certo desdém, como se aquela que estivesse limpando a bagunça que foi feita pelos patrões não fosse digna de fazer parte da raça humana, que estão ali e deviam agradecer pela oportunidade de ter o que fazer. Quantas pessoas não permitem que suas empregadas almocem junto com a família? Tal e qual neste filme. Bem, nem vou me prolongar mais, pois deu para ver que o filme mexeu com uma fúria adormecida, vou deixá-la dar uma apariçãozinha e daqui a pouco mando a dormir novamente... Ufa... E ainda tem a segunda parte! Para aqueles que gostam de filmes épicos, e querem ver um pouquinho da burguesia, socialismo e o facismo (e a queda dele) na Itália, recomendo este filme. Sem contar, que é legal ver a carinha do Robert De Niro e Gérard Depardieu quando eram mocinhos. O filme deve ter passado no Brasil em 1977/78, e segundo o meu pimpolho, foi bastante censurado, já que teve várias cenas que ele não se recorda de ter visto no Brasil. Bem, mas isto era de se esperar, pois durante esta época o nosso querido Brasil ainda estava sobe o domínio dos militares e todos os filmes eram censurados (lembram-se que antes dos filmes começarem aparecia a cópia do Certificado de Censura, tipo um xerox do dito documento projetado na telona? Acho que isto não existe mais, se existe me avisem... Ah, e já que estamos falando em cinema, era também comum serem apresentados filminhos de curta-metragem antes do filme em cartaz começar. Será que ainda fazem isto? Algumas vezes, os curtas eram melhores que o filme...).

Ni - mousse para o cabelo foi adicionado à listinha de coisas para serem colocadas na malinha de viagem.

Jê - bolsas já foram separadas para a instituição de caridade do Cabral. Aguarde!

Beijos!

1 comentários:

Ivy disse...

Oba, oba!!!!!

Blog Widget by LinkWithin

Stats

Clicky Web Analytics

Foi assim...